Fotógrafo de guerra Don McCullin vai ganhar cinebiografia dirigida por Angelina Jolie e estrelada por Tom Hardy

Por Gabi Pereira

A vida do fotojornalista Don McCullin, 89, será retratada nos cinemas com o longa-metragem Unreasonable Behavior. O filme é inspirado em sua autobiografia homônima de mesmo nome e terá direção de Angelina Jolie e Tom Hardy no elenco principal. 

Don McCullin (Foto: Tom Stoddart / Getty Images)

Don McCullin é um aclamado fotógrafo britânico que atuou em grandes conflitos ao redor do mundo, como a Guerra do Vietnã, Camboja, Israel, Irã, Líbano, Afeganistão, Irlanda do Norte e muitos outros, entre as décadas de 1960 a 1980. Após cobrir guerras, seu trabalho se voltou à desigualdade social ao fotografar a situação dos sem teto do East End de Londres e os trabalhadores de cidades industriais da Grã-Bretanha. 

Tom Hardy (Foto: Jon Kopaloff / Getty Images)

Com roteiro assinado por Gregory Burke, a cinebiografia de Don será o quinto filme dirigido por Angelina Jolie que já tem em seu currículo Na Terra de Amor e Ódio, de 2011; Invencível, de 2014; À Beira Mar, de 2015; e Primeiro Mataram o Meu Pai, de 2017. 

Angelina Jolie (Foto: Christopher Polk / Getty Images)

Em comunicado, a atriz e diretora falou sobre retratar o fotojornalista nos cinemas: “Estou muito feliz por ter a chance de trazer a vida de Don McCullin para o cinema. Fui atraída por sua combinação única de destemor e humanidade, seu compromisso absoluto em testemunhar a verdade da guerra e sua empatia e respeito por aqueles que sofrem suas consequências. Esperamos fazer um filme tão intransigente quanto a fotografia de Don, sobre as pessoas e eventos extraordinários que ele testemunhou e a ascensão e queda de uma era única no jornalismo”.

McCullin que é produtor executivo do projeto também falou sobre a escolha de Jolie na direção de seu filme: “Tendo visto o último filme de Angelina sobre o Camboja, e tendo passado tanto tempo durante a guerra lá, fiquei muito impressionado com a forma como ela fez uma representação tão poderosa e precisa do lugar naquela época. Eu me sinto como se estivesse em mãos seguras, capazes e profissionais com ela”.