«

»

out 08

A melhor foto

Por: Claudia D’Elia

    Estava recentemente lendo um site de notícias que estava convidando os seus leitores a enviarem a sua melhor foto para eles. As fotos recebidas seriam posteriormente analisadas pelos profissionais de lá e as escolhidas por eles seriam publicadas no site, em comemoração ao Dia Mundial da Fotografia, comemorado no dia 19 de agosto.
 
    A ideia é excelente, pois qualquer pessoa – profissional ou amador – poderia enviar uma foto que considerasse a sua melhor e ter a chance de publicá-la. Com certeza apareceram muitas imagens lindas.
 
   Mas eu, particularmente, acho complicado isso de escolher ‘a minha melhor foto’. Eu pelo menos não consigo decidir qual é a minha melhor foto. Uma única foto?! Impossível!
 
     A cada dia eu faço novas fotos, e a que era a minha melhor pode ser substituída por outra, ou então várias melhores se juntam à minha ‘galeria de melhores’!
 
     E eu imagino que isso não aconteça só comigo. Quem fotografa muito provavelmente também passa por isso. Com uma produção fotográfica grande e, principalmente, de qualidade, estamos sempre melhorando a cada dia, aperfeiçoando as técnicas, aprimorando as composições, escolhendo locais lindos para as fotos externas, visitando lugares incríveis… Assim, há uma grande chance de produzirmos a nossa melhor foto todos os dias e talvez substituí-la já no dia seguinte por outra ainda melhor! Mesmo uma foto incrível, vencedora de um concurso, por exemplo, pode ser substituída por outra ainda mais bonita que fizemos depois desta vencedora.
 
     Como pode ser possível escolher uma foto somente que represente a sua melhor, a sua ‘foto perfeita’? Eu sinceramente não consigo! Eu tenho várias fotos que eu gosto muito, que eu acho – modéstia à parte – que ficaram lindas. Eu então costumo separá-las por categoria: as que eu gosto mais de paisagens, as que eu gosto mais de arquitetura, as que eu gosto mais de animais, e por aí vai.
 
     Isso serve também para auxiliar a montagem do portfólio, que nada mais é do que o curriculum vitae do fotógrafo, a sua porta de entrada para novos mercados e novos clientes. O meu portfólio é constantemente alterado e atualizado. E às vezes acontece de eu colocar de volta uma foto que eu tinha tirado de lá! Cada foto é mais ou menos adequada ao momento que você está vivendo.
 
     Então, importante mesmo é continuar se aperfeiçoando, praticando muito e sempre correr atrás da sua melhor foto. E também é muito importante deixar o portfólio sempre pronto, para qualquer eventualidade.
 
     E você? Consegue escolher uma foto apenas como a sua ‘melhor de todas’?
Claudia D’Elia começou na fotografia por curiosidade e agora dedica-se por amor, fotografando sempre com muito carinho e esmero. Aplica-se incansavelmente à arte de fotografar, aprendendo mais a cada dia, lendo muito e fotografando cada vez mais. Você pode acompanhar seu trabalho em sua página no Facebook https://www.facebook.com/claudiadeliafotografia

2 comentários

  1. Luis Fernandes

    Texto muito bom. Confio que escolher a melhor foto é equivalente a lembrar qual foi o melhor momento da nossa vida. São coisas cuja interpretação é muito imediata e, assim, não se projeta no futuro.

  2. Heloisa Balmant

    Escolher a melhor foto é muito difícil, pois estamos em constante mudança: aprimorando as composições, a técnica, o olhar. Belo texto. Parabéns!

Comentários foram desabilitados.