Dicas de Photoshop 2

Princípios Básicos:
Por: Marcia Costa

     As dicas escritas nesta postagem são uma sequência do primeiro artigo sobre Photoshop.  Por isso aconselho que o leiam também. As algumas coisas  até repetidas. Porém,  como tenho percebido em minhas aulas, estas são as principais dúvidas dos iniciantes em fotografia e consequentemente querem aprender a manipular este programa. Dessa forma, achei por bem escrevê-lo.

Vamos as dicas:

1 – A resolução de 300 dpi é essencial para impressão de fotos. Por isso, ao abrir qualquer arquivo  que será impresso em papel fotográfico,  não esquecer de determinar o tamanho da imagem em centímetros (cm) e a resolução correta (dpi). No caso de imagens apenas para circular pela internet mantenha uma resolução de 72 dpi, alterando apenas as dimensões dos pixels para deixar a imagem mais leve.
2 – No menu Edit / Editar > Transform/ Transformação > Scale / Redimensionar deve ser usada SEMPRE com o shift pressionado para não distorcer a imagem.  Nesta mesma janela você pode Girar/Rotate, Distorcer / Distort entre outras opções com a foto.
3 – No menu  Window / Janela você adiciona uma paleta chamada styles / estilos,  onde há várias opções para o plano de fundo / background do arquivo.

4-  A melhor opção para se fazer um corte ou formatar uma imagem para um tamanho específico é pela ferramenta de corte/crop. Através dela,  você determina o tamanho da imagem em centímetros (cm) e o dpi desejado para a foto. Além de poder optar em fazer o corte desejado na imagem, retirando algo que não queira que apareça.
5- Não se esqueça de que dependendo do tamanho da imagem desejada, pode haver corte natural por não ser de tamanho proporcional.
Ex: 10 X 15 – 20 X 30 – 50 X 75 cm, são tamanho de imagens proporcionais, no qual você pode optar por fazer um corte ou não.
     Os tamanhos 15 X 20 – 20 X 25 – 24 X 30 – 30 X 40 cm, são tamanhos que terão cortes por serem desproporcionais. Desta forma, se você tiver que formatar imagens nesses tamanhos, lembre-se de deixar margens em volta de toda a foto na hora de clicar, para não ter que acabar cortando algo importante da foto na hora da edição.
     Espero ter ajudado, mais uma vez. Até o próximo artigo.

O obturador

Por: Marcia Costa*

 

     O obturador  está situado no corpo da câmera.   É  uma cortina que se  abre  ao acionar o botão disparador da máquina. De acordo com o tempo escolhido,  abre e fecha mais rápida ou mais lentamente.

Obturador aberto
Foto: Marcia Costa
Obturador fechado
Foto: Marcia Costa

 A escala  apresentada abaixo, mostra os tempos  inteiros de velocidades  de um  obturador. Estas velocidades estão em avos de segundo.  Ao trocarmos de velocidade (para números menores) estamos dobrando o tempo de exposição ou reduzindo este a metade, ao optarmos por números maiores. 

 

     B  –  1/15s  –  1/30s  –  1/60s  –  1/125s  –  1/250s  –  1/500s  –  1/1000s  –  1/2000s

 

     O obturador tem a função de  determinar quanto tempo, a luz que entra pela objetiva através do diafragma,  atingirá o filme ou sensor digital para registrar a imagem. Ele também influencia na sensação de movimento em uma fotografia.  Um tempo curto de exposição (velocidade alta: 1/125, 1/250, 1/500 …)  congela os movimentos. Um  tempo mais longo de exposição (velocidade baixa 1/30, 1/15, 1/10…) causam movimentos borrados.

 

Obturador 1/8 f/36 Iso 100

Obturador 1/320 f/5.6 Iso 100

     A partir do surgimento de câmeras eletrônicas, a escala de obturador passou a apresentar tempos intermediários. Dessa forma entre cada número de obturador inteiro, temos dois intermediários (ex: ao aumentarmos o tempo de exposição de 1/125s para 1/60s, encontramos os tempos 1/100s e 1/80s).  Isto é muito bom quando não há necessidade de dobrar ou reduzir na metade o tempo de exposição na hora da foto, ajudando em obter uma  fotometria mais precisa.

      O obturador também possui uma opção chamada de BULB. Este funciona da seguinte forma: enquanto o botão disparador estiver pressionado,  a cortina do obturador permanece aberta, permitindo a entrada de luz. Este recurso é muito usado quando há necessidade de um tempo de exposição muito longo para captação de determinada imagem, devido a pouca iluminação e para criação de efeitos de longa exposição e light paint.

 

3 segundos de obturação – f/ 8 – Iso 100

  Quando utilizarmos tempo de exposição mais longo, podemos captar a iluminação ambiente, e ganhamos luz em nossas imagens, sem, muitas vezes,  precisar utilizar o flash ou aumentar muito o  Iso. É aconselhável a utilização de tripé, pois a tendência a tremer é muito grande, mesmo utilizando objetivas com estabilizador de imagem. Outro ponto,   que não podemos esquecer, é que o que estiver em movimento ficará borrado. Porém,  podemos produzir efeitos bem legais. A captura de raios durante uma tempestade, também é feita com baixas velocidades de obturação. Você pode aprender sobre fotografia de raios, lendo o outro artigo que escrevi sobre como fotografar raios clicando aqui

30 segundos de obturação – f/11 – Iso 100

Espero que tenham gostado do artigo.Acompanhe nossa página no Facebook e no Instagram, lá você pode saber tudo que está acontecendo no G.A.

 
 *Marcia Costa: Diretora e professora no Grande Angular. Marcia Costa é Especialista em Artes Visuais, Formada pela UNESA/RJ, onde também formou-se em Fotografia e atua na área há mais de 15 anos. Trabalha como  Repórter Fotográfica na Secretaria de Estado de Educação e Ministra as disciplinas de Introdução a Fotografia, Fotojornalismo, Photoshop e  Fotodocumentário na Faculdade Pinheiro Guimarães/RJ
   

Curso de Fotografia Avançada

Inscrições abertas para Curso de Fotografia Avançada
Aulas  sábados de 9:00 às 13:00 – Início 08 de outubro de 2011.
Necessário Ter curso de Fotografia Básico
Somente 12 vagas
08/10/11 – Introdução ao Estúdio fotográfico
15/10/11 – Ensaio de moda (externo)
22/10/11 – Saída fotojornalismo
29/10/11 – Estúdio fotográfico (produtos)
Investimento: R$ 200,00 à vista (depósito bancário) ou 2 Vezes de R$ 120,00 (50% depósito bancário + 50% Cheque pré para 30 dias).
Solicite ficha de inscrição e conta bancária para depósito através do email: grandeangularfoto@gmail.com
A inscrição só será confirmada mediante envio da ficha de inscrição e comprovante de depósito.
Mais informações: 7415.7569 / 8315.9394 ou através do nosso email: grandeangularfoto@gmail.com

Resultado do Concurso Fotográfico

     O 1° Concurso fotográfico do Grande Angular foi um sucesso. Recebemos inúmeras fotos e o julgamento,  para escolher os vencedores foi bem difícil.
Agradecemos a todos que enviaram suas fotos e participaram do nosso concurso.

     Abaixo veja a lista das fotos vencedoras em cada categoria  e seus respectivos autores:
Categoria Animais:
1° colocado: Lúcia Maria Amorim de Assis
2° colocado: Luiz Carlos Barbosa
3° colocado: Gabrielle Vieira Faillace
Categoria Flores e Plantas:
1° colocado: Luiz Carlos Barbosa
2° colocado: Ana Carla Pereira da Matta
3° colocado: Alexandre dos Santos
     A premiação acontecerá  às 18 horas do dia 20 de setembro de 2011, na loja da FotoMais, na Avenida Rio Branco, 156  Térreo Lojas 21 e 23, Centro –  Rio de Janeiro.
    
     Os vencedores que não comparecem a premiação poderão enviar um representante, desde que avisem com antecedência a organização do concurso através do email: grandeangularfoto@gmail.com.
   
      O premiado que não comparecer e não enviar um representante, perderá o direito de retirar seu prêmio  posteriormente, sendo este entregue automaticamente ao classificado seguinte.
 
     Agradecemos aos nossos parceiros e amigos, a todos os concorrentes e até o próximo concurso fotográfico do Grande Angular.

PHOTO IMAGE BRAZIL

Grande Angular na Feira

 

     Na última semana, nos dias 16, 17 e 18 de agosto aconteceu,  em São Paulo,  mais uma edição da Photo Image Brazil. Feira de fotografia que está em sua décima nona edição.
     E o Grande Angular se fez  presente no dia 16 com a coordenadora de cursos e professora Marcia Costa e os alunos Alexandre dos Santos, Ana Carla da Matta e José Paulo.
Marcia Costa, José Paulo, Alexandre e Ana Carla
     Foi um dia muito proveitoso para o Grande Angular e seus alunos. Juntos, tiveram a oportunidade de conhecer e manusear  equipamentos que estão chegando ao mercado brasileiro. Fazer contato com empresas que atendem ao mercado fotográfico em diversas áreas como:  encadernação, impressão e fotoprodutos. Além de receberem mostruários para produtos e encadernação de álbuns.
     No stand da Canon  assistiram  palestras, ganharam  brindes,  e fizeram  algumas fotos com teleobjetivas de 600mm, 800mm e 8 mm. 
     No stand da Editora Photos, além de receber de brinde várias revistas, assistiram ao ensaio rápido sobre  Flash Remoto com  o fotógrafo Danilo Vieira. Palestra que foi oferecida gratuitamente, entre outras, durante os 3 dias de Feira.
     No stand da Sony, manusearam câmeras e fizeram algumas fotos em um ensaio de moda rápido.
     Alunos e professora voltaram para casa satisfeitos com a oportunidade que tiveram,  e, prometeram voltar no próximo ano.
Veja mais fotos no nosso flickr: http://www.flickr.com/photos/cursograndeangular

Sony A580

     Mais uma vez Rodrigo Jordy,  nosso amigo e parceiro do Foto Fácil, nos traz informações sobre equipamento. Desta vez sobre a Sony A580.
     Aqui no Brasil, Sony é o nome mais lembrado quando falamos de câmeras entre o público mais amador muito em função da presença maciça da empresa na mídia. Isso sempre causou muita discussão no mundo fotográfico, pois ela não é nem besta como os profissionais acham e nem bestial como os mais leigos entendem. A qualidade desta marca é inegável e sua evolução no mercado fotográfico é notável, principalmente depois que comprou a Minolta e adquiriu seu conhecimento técnico tentando, e conseguindo, chegar bem próximo das grandes Canon, Nikon, Pentax e Olympus.
     No mercado das câmeras reflex ela é a terceira força no nosso país aproveitando que Pentax e Olympus ignoram solenemente o público brasileiro, falta apenas uma maior facilidade para encontrar suas lentes e acessórios, mas aos poucos isto está mudando e, ao contrário das suas caras compactas, as reflex Sony possuem um preço altamente competitivo. A sua linha reflex, também conhecida como Alpha, possui modelos que tecnicamente não devem nada a ninguém e ainda contam com o benefício do estabilizador de imagens no próprio corpo, independente de quais lentes forem usadas. Lembrando que as antigas objetivas da Minolta são perfeitamente compatíveis com as Sony Alpha.
     A Sony Alpha A580 possui sensor CMOS APS-C estabilizado com resolução de 16.2MP; 15 pontos de autofoco; sensibilidade ISO até 12800; a velocidade dos cliques varia entre 1/4000 e 30 segundos além do modo bulb e a velocidade de sincronia com o flash é de 1/160; o modo contínuo é de 7fps; o alcance do flash é de 12 metros; seu LCD mede 3,5 polegadas e é inclinável; o visor óptico cobre 95% da visão do que é fotografado; faz vídeos Full HD; possui o famoso modo panorâmico sweep, inclusive em 3D; slots para cartões de memória Memory Stick e SD; e sua bateria é capaz de fazer até 1050 fotos com uma única carga.

Inscrições abertas

Curso de Fotografia Básica – Digital e analógico
Aulas  práticas  e  apostila
Aulas  aos sábados de 9:00 às 13:00 – início 20 de agosto de 2011.
1ª aula (20/08) – Parque Lage;
2ª aula (27/08) – Urca (Praia Vermelha);
3ª aula (03/09) – Forte de Copacabana;
4ª aula (10/09) – Jardim Botânico;
5ª aula (17/09) – Sala de Aula (apresentação de trabalhos, exercícios  e visualização de fotos).
     Valor: R$ 95,00 (a vista)  ou  2X de R$ 60,00 (entrada +cheque pré)
Inscrições:
Solicite ficha de inscrição e número da conta para depósito bancário através do email:
grandeangularfoto@gmail.com
Conteúdo das aulas: Câmeras – Sensor – Objetivas – Obturador e diafragma – Lei da Reciprocidade – Iso – Fotometria – Iluminação – Balanço de Branco – Composição – Entrega de trabalhos impressos – Exercícios práticos –
Informações:
21- 7415.7569  / 8315.9394

CONCURSO FOTOGRÁFICO

     O Curso Grande Angular lança o seu primeiro Concurso Fotográfico. Com o tema sobre a Natureza, o concurso é dividido em duas categorias: Flores ou Plantas e Animais.
Veja abaixo as informações sobre inscrições, regulamentos e premiação:
Concurso Fotográfico Grande Angular Natureza
Edital e Inscrição:
*      As inscrições estarão abertas de 20 de julho a 20 de agosto de 2011;
*      Cada participante poderá concorrer com até  três (03) fotos 10 X 15 cm, por categoria. Com etiqueta atrás contendo: nome, endereço, e-mail, telefone de contato, especificações técnicas da foto (modelo de câmera, ajustes e local onde a foto foi feita) e indicação da categoria;
*      O tema do concurso é natureza, sendo divida em duas (02) categorias: Plantas ou Flores e Animais;
*      O material deve ser enviado para a Rua Padre Januário, 370. Apto 201 fundos – Inhaúma – Rio de janeiro, RJ – CEP: 20.765-140 ;
*      O resultado será divulgado no dia 07 de setembro de 2011;
*      Os três (03) primeiros colocados, em cada categoria, receberão prêmios dados pelos patrocinadores do concurso.
*      A data de premiação  é dia 20 de setembro de 2011, em local a ser definido pela organização no Rio de Janeiro;
*      Todo o custo com ampliação e envio fica por conta do participante.
*      O participante que desejar receber sua(s)  foto (s)  de volta, deverá enviar, junto com a (s) foto(s) outro envelope, com o endereço para envio e selado.
Regulamento:
*      O concurso é aberto a todas as idades, sendo que menores de 18 anos deverão enviar, junto com a(s) Foto (s), uma autorização assinada pelo responsável, liberando a participação no concurso.
*      Só poderão participar residentes do território brasileiro, de qualquer estado.
*      As despesas com passagens e estadia para recebimento do prêmio fica por conta de cada participante;
*      Só receberá o prêmio, o participante classificado nas três primeiras colocações, que comparecer a cerimônia de premiação. Caso não possa estar presente, o vencedor tem o direito de enviar um representante, desde que avise previamente a comissão julgadora, através do e-mail: grandeangularfoto@gmail.com ;
*      As fotos do concurso Grande Angular Natureza, devem ter sido feitas em território nacional e em locais públicos.
*      As fotos da categoria animais só serão aceitas se estes estiverem em seu habitat natural. Não serão aceitas fotos de animais de zoológicos, presos em gaiolas, jaulas, correntes ou produzido em estúdio.
*      Fotos que não estivem dentro das regras pré-estabelecidas serão desclassificadas automaticamente.
*      Apenas os três primeiros colocados de cada categoria receberão os prêmios;
*      1º colocado de cada categoria: Um (01) Pen Drive de 8GB e bolsa de 100% em qualquer curso do Grande Angular a ser realizado no período de  10 de janeiro de 2012   à  10 de dezembro de 2012.        .
*      2º colocado de cada categoria: Um (01) livro com imagens do Rio e bolsa de 50% em qualquer curso do Grande Angular a ser realizado no período 10 de janeiro de 2012   à  10 de dezembro de 2012.       
*      3º colocado de cada categoria: Um (01) livro com imagens do Rio e bolsa de 30% em qualquer curso do Grande Angular a ser realizado no período de 10 de janeiro de 2012   à  10 de dezembro de 2012.       
 Realização:                           
Patrocínio:
Apoio:

O Diafragma


Por: Marcia Costa*

        

O diafragma encontra-se no interior das objetivas, ele é  o responsável pela quantidade de luz que atravessa a objetiva e atinge o sensor ou película do filme, para registro da imagem. É conhecido, também, por número f. Vale lembrar que números maiores representam aberturas menores e os números  menores, aberturas maiores.

Veja escala abaixo:

Escala de aberturas de diafragma,  sem números  f  intermediários:

     Cada número f, na escala acima, representa uma porção inteira. Quando fechamos o diafragma para permitir a entrada de menos luz (número f maior), reduzimos  na metade a quantidade dessa luz,  no  inverso (abrimos para aumentar a quantidade),  dobramos essa luz que chega ao sensor / película. Dessa forma se estamos com uma abertura de f/8 e passamos para f/5.6, estamos deixando passar o dobro  de luz de f/8.

     A tecnologia eletrônica permite que tenhamos números fs intermediários. Exemplo: Ao fecharmos o diafragma de f/5.6 para f/8.0, temos duas aberturas intermediárias que são f/6.3 e f/7.1. Diferentemente das objetivas mecânicas que só permitiam os diafragmas  inteiros,  que vimos na escala  acima. Isso é de grande valia quando não precisamos perder ou ganhar luz em proporções inteiras, mas sim em terços, ajudando muito na hora da fotometria.   

     O diafragma  também é um dos responsáveis pela profundidade de campo. O que é isso?  De acordo com o número f  utilizado, haverá mais pontos em foco ou desfocados na imagem. Quanto maior  a abertura (menor número f, ex: f / 2) menos pontos em foco temos na imagem. Quanto menor  a abertura (maior número f, ex: f / 22) maior nitidez  temos na imagem.

 
Exemplo de grande profundidade de campo
f/16(Foto: Marcia Costa)

 

Exemplo de pouca profundidade de campo
f/2 (Foto: Marcia Costa)

   

Foto: Marcia Costa

     Importante saber que  o foco é uma linha na horizontal, por tanto tudo o que estiver na mesma linha do ponto de foco aparecerá nítido. A profundidade de campo é medida na vertical, dessa forma tudo o que estiver  + ou –  a   1/3  atrás ou na frente da linha de foco, perderá a nitidez.

    

     Algumas observações são  importantes neste caso: a distância focal (milímetros da objetiva) também vai ter influência na profundidade de campo, distâncias focais maiores, como 80 mm 135 mm ou mais, menos pontos nítidos, ajuda  a ter menos foco atrás de sua linha de foco, mesmo que o diafragma não esteja tão aberto. Já, quando utilizamos distâncias focais curtas como,  por exemplo,   objetivas grande angulares (28 mm), teremos mais pontos em foco, mesmo com diafragmas mais abertos. Outra questão é a aproximação do primeiro plano da imagem onde foi feito o foco, quanto mais perto estiver do seu assunto a ser fotografado, de acordo com a  distância mínima que sua objetiva permita,  mais fácil ter o fundo desfocado, mesmo sem ter um diafragma tão aberto como f/2.8

Espero que tenham gostado do artigo. Acompanhe nossa página no Facebook e no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece no G.A.

 

*Marcia Costa: Diretora e professora no Grande Angular. Marcia Costa é Especialista em Artes Visuais, Formada pela UNESA/RJ, onde também formou-se em Fotografia e atua na área há mais de 15 anos. Trabalha como  Repórter Fotográfica na Secretaria de Estado de Educação e Ministra as disciplinas de Introdução a Fotografia, Fotojornalismo, Photoshop e  Fotodocumentário na Faculdade Pinheiro Guimarães/RJ.

 

 

 

Dicas de Photoshop

Introdução    
Por Marcia Costa
     Com a advento da fotografia digital  e as possibilidades de manipular, formatar e dimensionar as imagens através do computador, surgiu a necessidade de um programa específico para isso. Desta forma surgiu o Photoshop em 1990. Com a finalidade de ‘tratamento’ de imagens,  o Photoshop é um dos programas mais utilizados para este fim.
     Atualmente, o PS  está na décima segunda edição, mais conhecida como CS5 que significa Creative Suite 5.
 Primeiro vamos conhecer a janela do Photoshop:
     Poderia descrever aqui cada ferramenta, menus, paletas e suas funções. Mas acho que fica mais produtivo ir exercitando algumas tarefas e aprendendo aos poucos, do que apenas teoria.
     Por isso vamos aprender, neste primeiro artigo, a formatar uma imagem para internet e para impressão em laboratório ou impressora caseira.
     Antes de mais nada, é preciso saber  que a resolução para internet é 72 dpi (dots per inch / pontos por polegadas),  e,  para impressão em laboratórios ou impressoras de 300 dpi.
     Outro detalhe importante é que aquelas fotos que você retirou de sua câmera e armazenou no computador, não estão em resolução ideal para impressão. E, se  a resolução usada na hora de fotografar foi alta ( L ), ficará muito ‘pesada’ para utilizar na internet, acarretando uma dificuldade de visualização (demora para abrir) no site que você postou  ou email que você enviou. Mesmo que a foto esteja em 72 dpi .
     Para isso é importante fazer algumas modificações de resolução e tamanho da imagem. Vejamos como:
Para internet:
     Quando abrimos uma imagem no PS, podemos visualizar suas configurações, através do Menu Image / Imagem > Image size / tamanho da imagem. Abrirá uma janela semelhante à  mostrada abaixo.

     Repare que na resolução, a imagem apresenta 72 pixels/pol, ideal para postagem na internet. Porém,  na largura e altura podemos visualizar um valor muito alto: 4752 X 3161 pixels, os  centímetros então, elevadíssimos.Esta imagem possui 5,57 MB.  Isso quer dizer, então que está em alta resolução. Pesada para internet. Para torná-la mais leve, basta alterar apenas os valores dos pixels. O ideal é em torno de 1000 pixels, no lado maior, esta imagem passou a ter 490 KB (tamanho excelente para postagem em qualquer site). Dar ok e salvar em uma pasta separada da que estão seus arquivos brutos. Pois assim você preserva a imagem original, para qualquer outra alteração.
Para impressão:
     Aqui não basta apenas alterar a resolução para 300 dpi. É necessário saber o tamanho da ampliação que você deseja: 10 X 15 cm, 15 X 21 cm, 20 X 25 cm entre outros tamanhos.
     Outro detalhe é que tamanhos maiores de ampliações, 20 X 30 cm, 30 X 40 cm ou mais, é preciso ter fotografado em alta resolução ( L ), para ter uma qualidade de impressão boa. Senão sua ampliação sairá ruim.
     Outra questão importante é que os minilabs de ampliações proporcionam cortes na imagem. Para isso é importante deixar uma margem de segurança na hora de formatar a imagem. Se você costuma colocar suas fotos para ampliar em um mesmo laboratório,  poderá solicitar a tabela de ampliação, com as medidas para evitar este corte.
     Como por exemplo, o laboratório que  faço minhas ampliações tem como medida para uma ampliação 10 X 15 cm a seguinte margem:  10,28 X 15,28 cm. Por isso quando você faz uma ampliação e o laboratório cortou uma parte da sua imagem, foi por falta da margem de corte. Alguns laboratórios fazem esta correção, no caso de poucas fotos, outros não. E isso não vale para aquelas impressoras que imprimem  foto na hora.
     No caso de não saber a medida correta, aconselho a sempre deixar uma margem de 3 em cada lado da imagem, exemplo 10,3 X 15,3 cm e evitar que o corte na hora da formatação fique muito junto a cabeça ou pés do retratado, pois pode haver um corte aí.
Mas, vamos a foto:
     Ao abrir sua imagem no PS, ao invés de ir no menu image/imagem, selecione a ferramenta Crop / Corte demarcado, indicada na imagem abaixo. Através dela, você  dimensiona a imagem no tamanho que precisa e arrasta a ferramenta sobre a foto, fazendo o corte que desejar.

     Ao selecionar a ferramenta,  na barra de opções da mesma vai aparecer os campos para preenchimento de altura, largura e resolução. Basta preencher com as dimensões que precisa,  arrastar a ferramenta sobre a imagem e fazer o corte. Sua imagem estará no tamanho para impressão. Salve em uma pasta separada ( através do salvar como / save as), para não perder seu arquivo original.
     É importante ressaltar aqui, que alguns tamanhos de ampliações, como 15 X 21 cm, 20 X 25 cm, 24 X 30 cm entre outros,  não são tamanhos proporcionais. Por isso na hora de fazer o corte com a ferramenta para esta finalidade, vai sobrar imagem ao lado de fora do corte,  como mostra a figura abaixo:

     Em nosso caso não houve problemas, pois a parte cortada não representava  nada de importante. Mas no caso de ser algo importante na foto a  saída para isso é ter uma preocupação na hora de fotografar com espaços nas laterais, acima e abaixo. Evitando o corte na hora de formatar a imagem.
     No caso de não haver espaço,  o que pode ser feito é:  abrir um arquivo novo, com a medida e resolução de impressão que precisa. Formatar a imagem em tamanho menor e mesma resolução e copiar para o arquivo de impressão. Redimensione a foto, através do ctrl + T, nas arestas. Até ficar no tamanho do arquivo. Ou deixe uma margem, caso a foto não fique no tamanho correto. Isto á normal, por causa da desproporcionalidade. Ao término da formatação, achate a imagem através do Menu Image / imagem > Flatten imagem / achatar imagem. Só depois salve sua foto em uma pasta separada.
     Por hoje é só. Espero ter podido ajudar. Sei que vimos aqui o básico do básico. Mas temos todo o tipo de público e precisamos atender a todos. Nos encontraremos  no próximo artigo.
Grande abraço.