«

»

jul 17

Fotografia de Natureza. Equipamentos e acessórios necessários

Texto: Marcia Costa
     Fotografia de natureza, como qualquer outro segmento,  necessita de conhecimento  técnico, dedicação,  disposição  e paciência para passar longo tempo esperando o momento certo de apertar o botão e um equipamento que atenda  suas necessidades. Mas, precisa também de acessórios fotográficos, como: objetivas, filtros, tripé, gorilapod. Além dos materiais de apoio como: lanterna, canivete, barbate… para auxiliar no momento de uma foto em condições adversas. Vamos ver mais detalhadamente o uso desses equipamentos e acessórios.
     
Equipamentos:
 Câmera:
     A escolha da câmera é sempre importante. Como em fotografia de natureza  encontramos situações diversas e adversas, é importante que se tenha uma máquina com  recursos. Não importa se é uma câmera profissional ou não. O que importa é que atanda suas necessidades. 
     No caso de usar uma câmera DSLR, existe uma discussão sobre que marca é melhor. Canon, Nikon, Sony? Todas são ótimas. Você é que vai decidir a que mais lhe agrada. A que atende as suas necessidades. O mesmo  serve para as Compactas,  Power Shot ou  Cyber Shot. Desde que você adquira uma câmera de marca conhecida, como as citadas acima além das da  Kodak, Samsung, Panasonic, entre outras,  deverá escolher a que lhe agrada e com recursos variados para as situações que você irá enfrentar nesse tipo de fotografia. superzoom e um bom macro são muito bem vindos.
Objetivas:
     A fotografia de natureza inclui vários tipos de fotos como:  macro, animais selvagens ou não, paisagens gerais  e situações isoladas na natureza. Você pode se especializar em um determinado tipo ou fotografar a natureza de acordo com o local, a região e  seu objetivo naquele momento. Para isso, se utilizar uma câmera reflex (DSLR), precisará de um amplo jogo de objetivas como:
grande angular ( que vão desde uma 10 mm até a 35 mm)  e normal (40 mm, 50 mm): são as objetivas mais utilizadas para se fotografar paisagens gerais. Proporcionam uma grande profundidade de campo e tem um ângulo de visão bem amplo. Mas,  cuidado com as extremidades das fotos, que podem aparecer curvadas com a utilização das  objetivas com um ângulo de visão muito amplo, como a 10 mm por exemplo. 
Foto: Marcia Costa
 – teleobjetivas (200 mm ou superior): São objetivas apropriadas para fotos em situações isoladas como: flores e animais selvagens, por exemplo, por necessitar de uma distância segura. Essas objetivas proporcionam pouca profundidade de campo o que ajuda nos assuntos isolados com fundos desfocados.
macro (60 mm, 100 mm, 105 mm): São objetivas específicas para fotos de insetos, animais pequenos que podemos chegar bem próximo, detalhes de flores. Essas objetivas costumam ter pouca profundidade de campo proporcionando um fundo desfocado, destacando ainda mais o assunto.
     As objetivas macro são fixas, você só tem uma distância focal por objetiva.  Nas outras você pode obter várias distâncias  em um só conjunto de lente. São as chamadas objetivas zoom, onde encontramos as distâncias 28 – 200 mm; 70 – 200 mm; 75 – 300 mm entre outras, além de todas elas também possuírem objetivas fixas.
Objetiva macro ou filtro close up, muito utéis.
Foto: Marcia Costa
     
      Outro detalhe importante é a abertura do diafragma das objetivas. O número f (como é conhecido) é muito importante. As objetivas mais claras (f / 1.8, 2 ou 2.8) proporcionam fotos em lugares com uma adversidade de luz grande, sem a necessidade, muitas vezes, de aumentar o Iso ou diminuir a velocidade do obturador, caso esteja sem tripé. Porém perde-se em nitidez, quando fotografamos com grandes aberturas, esse é um ponto que requer atenção na hora da fotografia. As vezes é melhor utilizar tripé e baixa velocidade de obturação, quando o assunto é estático, do que perder nitidez na imagem com diafragma muito aberto. 
     No caso de sua câmera não trocar objetivas, procure aquelas com um zoom óptico alto (acima de 20 x, são as superzoom) para captura de assuntos distantes.  Recursos para  fotografia macro (algumas compactas tem macro de 1 cm), para captura de detalhes. Câmeras com ajuste de modo manual, proporcionam um melhor controle sobre o  equipamento. Evitando que a câmera acione o flash, quando não queremos. 
Acessórios:
     Ao sair para fotografar natureza os acessórios são tão importantes quanto o equipamento em si. 
*  Tripé,  Monopé  ou Gorilapod (pequeno tripé de pernas articuladas que podem ser presas  aos galhos ou pedras): Importante que sejam de boa qualidade e que suportem o peso de sua câmera com a objetiva mais pesada que você utiliza. 
      
     São importantes, pois neste tipo de fotografia precisamos, muitas vezes, utilizar velocidade de obturação baixa ( 1/ 10 , 1 /15)  o que causaria uma imagem borrada se fotografar com a câmera na mão.
      
    Outro ponto importante também, é que muitas vezes precisamos esperar  um bom tempo com a câmera na mão para realizarmos uma foto. Um tripé ou monopé, evitaria o cansaço dos braços e proporcionaria uma espera pelo momento certo com mais tranqüilidade.
* Filtros  – São rosqueados ou acoplados na objetiva.
    
     Esse acessório muitas vezes substitui  objetivas como os filtros close-ups, que são muito mais baratos que as objetivas macro. Para os que pouco utilizam essa objetiva, é uma boa alternativa.
    
     O polarizador elimina reflexos e por conseqüência proporciona cores mais ‘limpas’ e mais contraste, principalmente quando o céu azul faz parte da foto.
     Filtro Fog ou Neblina: Causam efeito de neblina na foto, proporcionando uma imagem nebulosa e de inverno na natureza. Pode ser substituído por uma meia calça cor da pele  que deverá ser   bem esticada a frente da objetiva.
Foto feita sem utilização de filtro.
Foto: Marcia Costa
Foto feita com a utilização de meia calça a frente da objetiva.
Produzindo efeito neblina.
Foto: Marcia Costa
  Densidade Neutra (ND): Ajudam a reduzir a quantidade de luz que atinge o sensor ou filme. Dessa forma,  utiliza-se abertura de diafragma maior e velocidade de obturação menor em situações de muita luz. Isso ajuda na hora de fotografar água e produzir efeito de seda, quando não é possível apenas com as regulagens da câmera.
Foto feita apenas com as regulagens da câmera.
Foto: Marcia Costa
* Rebatedor: Servem para  “puxar” luz para o assunto a ser fotografado (uma flor ou planta, até mesmo um inseto),  quando este se encontra na sombra ou com pouca luz. Podem ser substituídos por pequenas placas de isopor ou cartolina branca.
* Difusores: Servem para “filtrar” a luz que incide sobre o assunto fotografado, quando este se encontra com uma luz muito dura ou em excesso. Podem ser substituídos por tecidos ou plásticos finos e brancos
*Flash; Mesmo em fotografia de natureza, às vezes precisamos dele.
* Pilhas e baterias; São extremamente necessárias, pois será triste ter que parar de fotografar por falta de bateria na câmera. Por isso, tenha sempre extras e carregadas para o dia da saída fotográfica.
* Cartão de memória; Procure os com capacidade de armazenamento grande ou vários cartões para não ficar na mão.
A paciência é muito importante na fotografia de natureza.
Saber esperar muitas vezes para apertar o botão pode fazer muita diferença.
Foto: Marcia Costa
Abaixo segue uma lista de acessórios que podem auxiliar, também,  na hora de  se fotografar na natureza.
    
* Lanterna; Às vezes é necessário iluminar um local (cavernas, grutas…) ou assunto para fotografarmos.           
   Este acessório  pode ser uma ajuda importante, até mesmo se você está no meio de uma floresta ou mata e a luz do dia já se foi;
* Canivete; Útil quando da necessidade de cortar um galhinho ou cordinha para amarrarmos alguma coisa que está atrapalhando nossa foto.
* Barbante, caso precise prender algo na hora de fotografar;
* Papelão pequeno para evitar vento em alguma flor;
Foto: Marcia Costa
 * Kit de limpeza da câmera e objetivas; Encontrado em lojas de equipamentos fotográficos. Como  estamos na natureza é possível uma maior quantidade de poeira que poderá sujar sua objetiva;
* Também se faz necessário o uso de roupas leves e confortáveis, já que se anda muito, às vezes;
* Repelente  para evitar picadas de insetos e
* Bloco e caneta para anotações diversas das fotos produzidas.  Nome dos locais, das plantas, flores e/ ou insetos e animais.
Espero ter ajudado e,   boas fotos.

1 comentário

  1. COZ BLOG

    Agradeço, as dicas, são excelentes e foram bem úteis. Agradeço novamente!!!!!!!!!!

Comentários foram desabilitados.